sexta-feira, 23 de março de 2012

Talentos Nacionais: Lu Piras

Hoje na coluna Talentos Nacionais, eu queria, na verdade contar uma história. Uma história de sonho se transformando em realidade. A história de Ana Luísa, ou Lu, como é carinhosamente chamada por todos.
Desde criança, Lu nutre uma verdadeira adoração pelos livros. Mal podia esperar a feirinha de livros de sua escola em Botafogo, no Rio de Janeiro, para ver todos aqueles exemplares expostos e até mesmo ficar na fila para conseguir autógrafos, que ainda hoje guarda com muito carinho. Aos quinze anos, ganhou  do avô o presente mais lindo que um amante das páginas poderia desejar: uma máquina de escrever. Muitos de vocês, já nascidos na era digital, talvez nem tenham tido oportunidade de apertar uma tecla de uma máquina dessas. Acreditem: é musculação para dedos! Mas Lu tinha uma Olivetti verde! Na época, posso falar por que é minha época também, ter uma Olivetti era como ter um tablet hoje em dia. E foi malhando seus dedos e ouvindo o “pin!”, toda vez que a lateral do papel chegava ao final, que Lu escreveu seu primeiro romance, chamado “A Rosa”.  Ela conta que sua primeira aventura pela arte de escrever está guardada a sete chaves no fundo de um baú. Confesso que despertou  em minha imaginação a cena de uma adolescente empilhando várias folhas de papel datilografadas, amarrando com um fita, fazendo um laço bem bonito e guardando num baú, com se fosse um grande tesouro. Ou ainda, escondendo astutamente, como se faz com os diários...
Mas enquanto “A Rosa” envelhecia suas pétalas, a jovem Lu continuou amando os livros e se apaixonando por estilos e personagens dos Chick Lit, da literatura fantástica, dos adoráveis romances cor-de-rosa. Embora tentasse manter os pés no chão com seus livros de Direito. Sim. A escritora virou advogada. Foi morar em Portugal. Sete anos. Mas em algum momento, o cheiro daquelas páginas guardadas no baú, deve ter despertado a escritora adormecida. Lu resolveu voltar para o Brasil e começar uma vida nova.
O amor pela escrita falou mais alto e a Série Equinócio nasceu. Quatro livros escritos em 7 meses do ano de 2009. Noites e noites acordada e feliz! Realizando seu sonho de escrever. Transformando- se em Lu Piras, um dos nossos mais novos talentos nacionais.
Pensam que a história acabou? Não! De jeito nenhum! Está apenas começando...
Lu Piras realizou o sonho de escrever Equinócio e agora terá seu sonho publicado, pela editora Dracaena, com uma das capas mais lindas que já vi nos últimos tempos. E essa é só a Primavera... ainda tem muita história pela frente... E que os anjos digam Amém!
Sinopse: A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a visita inusitada de um anjo. As força do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.

“(...)Para que eu alcance o inatingível e possa provar aos meus sentidos que amar o sobrenatural é natural, Nate precisa amanhecer um lado para que o outro anoiteça. Eu preciso ver o homem que se eclipsa na sombra do anjo.”(Clara)
Confesso que estou absurdamente ansiosa pela companhia de Clara e Nate durante minhas leituras. Mas por enquanto só nos resta aguardar, pois Equinócio está ainda em fase de revisão para só então sua primeira edição alegrar nossas estantes. Enquanto isso, Lu Piras gentilmente me permitiu postar aqui no blog o primeiro capítulo de presente pra vocês! Boa leitura!



E agora que você já está ansioso pelas cenas dos próximos capítulos, vou dar a dica: visite e siga o blog de Equinócio para acompanhar e compartilhar esse momento “roendo as unhas” com a gente. Quem sabe assim, o livro não sai mais rápido?

20 comentários:

Lu Piras disse...

Olá, Paulinha,

Obrigada.
Não é possível que eu só consiga dizer isso! Tenho tanto a dizer e as palavras fogem, porque simplesmente estou tomada por um estado de graça. O seu texto flui, o seu texto consome, envolve, cativa. Você tratou a mim e ao livro Equinócio com tanta ternura, que eu sinto como se soubesse exatamente o que eu sinto com o sonho se realizando.
É bom contar com você, é bom fazer parte do Me, Myshelf and My Books, é bom poder partilhar esse sonho com você e ver você partilhando com os seus leitores. Me sinto honrada pelas suas palavras e sua amizade.
Este é um dos posts de divulgação mais lindos, completos e verdadeiros que eu tive o prazer de ler.

Beijocas,

Lu
autora de Equinócio

Lilian Sinfronio disse...

É um post realmente lindo, mas a história da Lu também é.
Eu também usei uma máquina de escrever e posso dizer que foi umas das experiencias mais marcantes que tive na infância. Adorava ficar horas digitando meus pensamentos. =] só não tinha a parte de escrever um livro, sempre fui mais feliz lendo a criação de pessoas especiais.
Quero muito conhecer equinócio e sou uma das que está ansiosa com a chegada do livro e AMOU a capa. Achei leve e linda.

Bjinhos e parabéns Paulinha. =* vc é demais.

Jessica Asato disse...

Aaai que linda!!!!

A Lu é uma fofa mesmo! Sorriso contagiante, uma simpatia palpável! Adorei conhecê-la por esse mundo literário e espero conhecê-la pessoalmente na Bienal!!

Fiquei tão feliz quando vi a capa do livro, com a editora Dracaena! Huhuhuh, sucesso!!

;*

Priscilla disse...

Acho que esse já é o segundo livro que eu vejo na capa o cristo redentor. Posso te falar? Eu Ameeeeeeeeeei a capa, gente que coisa mais linda é essa? Sem contar o livro que é maravilhoso, já esta na minha lista, concerteza, e a historia da Lu é linda. Parabens e muito sucesso para a autora e para o blog. Beijos.

@Gui_Stns disse...

Poxa, Paulinha!
Colocar um livro que faz com que sintamos uma vontade tremenda de lê-lo e ele nem ter sido lançado é sacanagem! rsrs
A capa é maravilhosa e a temática de Equinócio está super em alta!
Vou esperar ansiosamente pelo lançamento!

Zilda Mara Peixoto disse...

Oi,flor!
Eu estou tão ansiosa para ler Equinócio que não me aguento mais..rsss.Todos falam,todos anseiam..É muito bom gerar tal expectativa pois sabemos que a Lu é muito talentosa.Consequentemente,não nos decepcionaremos com sua obra.A Lu merece todo o destaque, pois ela é uma querida,guerreira e superou todos os obstáculos. Fruto de sua dedicação e talento é ter conseguido publicar seu livro pela Dracaena, que é uma editora especial.Tem todo um capricho para com seus autores.
Só desejo sucesso para Lu. E parabenizo-a pelo lindo post!
Contagem regressiva para Equinócio!
Bjs e bom fim de semana!
Zilda Mara
Cachola Literária

pinksheepland disse...

Adorei a capa, a sinopse e acredito muito nos talentos nacionais que infelizmente não tem tanto apoio assim!
Parabéns pela iniciativa, divulgação e apoio a eles! Eles merecem!
E a autora, parabéns também pela força de vontade e por nos deixar roendo os dedos!

beijos

Universo da Literatura disse...

Ficou mto linda a capa!!!! Amei!!
é o lançamento nacional q eu mais aguardo :)
Quero mto ler!! e tê-lo em mãos!
A Lu merece!! e q tenha mto sucesso!
Bjs
Daiane
nouniversodaliteratura.blogspot.com.br
@uni_literatura

My Favorite Book disse...

Essa capa é muito linda *-* Mas eu não gosto muito de ler livros de autores nacionais :P não sei porque, mas não tenho vontade e isso, em algumas hora, é até um preconceito(eu acho, sei lá...)...

Brunna Carolinne - My Favorite Book
http://myfavoritebook-mfb.blogspot.com.br/

Mey disse...

Uhuu!! Eu tb tenho uma (reliquia) Olivette em casa. Adorei a capa e o titulo do livro. Parabéns à autora. Com certeza será um livro de muito sucesso. Bjkss

Gleice Couto disse...

Lu é uma fofa!!! Amo demais! <3

Beijos!

Lais Yumi disse...

Eu meio que tenho a mesma opinião da My Favorite Book, mas é que a maioria dos poucos livros nacionais que eu conheço não são muito bons, aí eu acabo optando por ler livros estrangeiros... :P
Mas o livro da Lu parece ser bom! Pelo menos o primeiro capítulo... :)

Beijos

Luana disse...

Nossa não sabia da história da autora, mas gostei bastante, achei a capa do livro maravilhosa, e estou super curiosa para poder ler.

beijos, Lu
Lendo ao Luar

Thatah disse...

não gostei muito do nome do livr e a sinopse tbm não me chamou mt atençao, não é mt o tipo de livro que gosto :/

Fernanda Carvalho disse...

Nossa que legal!!
Achei a capa do livro lindíssima e fiquei bem curiosa pra ler!

Carol Cambraia disse...

Arrasou! a capa é maravilhosa e a sinopse também e muito boa, ansiosa pelo livro..ja está adicionado a minha lista de leitura.

Illyana disse...

AWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW!!!!

Menina!!! Que maravilha você trazer esta coluna com a Lu!! *.*

Cara, me sinto tão feliz por ela!! Também estou com três autoras fenomenais que estão batalhando para terem seus livros apresentados às Editoras, por isso me sinto mesmo super feliz ao ver que a Lu está começando a colher os frutos de tantos anos de dedicação e amor à escrita!! \o/\o/\o/

Eu já tinha visto a nova capa escolhida,por email da Dracaena e nossa, MUITO MUITO linda!

E o livro - admito que realmente não sou muito fã de romances, meu estilo literário é mais para suspense, mistério, terror... mas o quote da Clara escolhido por você é mortal, minha querida o/

Me faz querer o livro, mesmo não sendo do estilo que curto normalmente.

E isso é ótimo, pois isso quer dizer que o talento do autor em fisgar nossos corações está ae, firme e forte XDD

Meus ENORMES E RECHEADOS DE CHOCOLATE... MEUS PARABÉNS, Lú!!

E para a nossa fofa Paulinha, que está arrasando com resenhas cada vez melhores...

uma CHUVA DE PANDINHAS!!!

Illyana HimuraWakai
illyana.himura@gmail.com
@IllychanHimuraW

virginiadeob disse...

Quero muito esse livro, a cada blog que visito e leio sobre ele fico mais ansiosa para lê-lo.

Taynah disse...

Nusss, que capa linda. Num sei se é ser superficial, intuitiva ou corajosa, mas esse ano resolvi julgar o livro pela capa. Acho que até já falei isso aqui e, sinceramente, as histórias estão à altura de suas capas. E esse livro me parece ser igual: maravilhoso, lindo, surpreendente. E no Rio? Pronto! Já quero. xP
Eu tb sou da época da máquina de escrever! Costumava sair do colégio e ir pro trabalho da minha mãe, vê-la (e ouvi-la) digitar loucamente e errar muuuito pouco. Era um barulho louco, mas divertido. E eu achava um charme uma máquina de escrever; me parecia um aparelho tão intelectual. Aí eu pensava "quando crescer, quero ser uma executiva de sucesso com uma máquina dessa" uhauhhAHUhuaHUAUH

Luis Boto disse...

Olá,

Meu nome é Luis Boto, sou o autor do livro "Terra sem Lei", publicado pela Editora Dracaena.

Estou à procura de parceiros para ajudar a divulgar o meu trabalho.

Tenho um blog: Literatura Sobral, http://luismboto.blogspot.com , que além de ter todas as informações sobre meu livro, tambem possui uma vasta informação de notícias e eventos literários por todo o país.

Gostaria de lhe convidar para passar pelo blog e, se possível, seguí-lo, pois eu tambem seguirei o seu.

Informo ainda que posso ser um autor parceiro de seu blog, contribuindo com entrevistas, criticas e sugestões.

Um grande abraço...


Luis Boto

Postar um comentário